A venda de uma empresa é geralmente a maior transação financeira já realizada por seus proprietários. Pode-se ganhar ou perder muito mais na venda de um negócio do que em qualquer outra transação anterior. Por essa razão destacamos dez pontos fundamentais a se considerar na escolha de um assessor financeiro para auxiliá-lo nesse processo.

Procure saber há quanto tempo a empresa foi fundada e executa a atividade de assessoria em fusões e aquisições. A avaliação do tempo de experiência deve levar em conta o histórico da empresa como um todo e não apenas a experiência de seus sócios
Observe se a empresa de assessoria em fusões e aquisições já assessorou algum cliente mais de uma vez. Clientes realmente satisfeitos (especialmente clientes que não encerraram a atividade no setor de atuação), tendem a escolher o mesmo assessor em diversas operações de fusões e aquisições.
Compradores de empresas possuem experiência acumulada ao longo de diversas aquisições, além de contarem com uma equipe interna dedicada a analisar e negociar potenciais investimentos. Se esta é a sua primeira operação de venda, considere a contratação de um assessor especializado em fusões e aquisições para colocá-lo em posição de igualdade nas negociações.
Procure observar as transações concluídas pelo assessor. Bancos de investimentos, que assessoram clientes de diversos portes, costumam alocar profissionais mais experientes em projetos maiores, deixando equipes menos experientes atuarem em projetos de médias empresas, ou seja, empresas que possuem faturamento anual entre 50 e 500 milhões de dólares.
Não recomendamos a contratação de uma empresa que faça parte de uma associação, organização ou franquia internacional que integra diferentes firmas de assessoria em fusões e aquisições e, consequentemente, não tem procedimentos padronizados. Acreditamos que somente uma forte cultura interna pode garantir a máxima confiança, integridade e confidencialidade de profissionais na condução dos projetos.
Quando qualquer profissional, ao desempenhar suas atividades, possuir interesse pessoal no resultado de uma determinada negociação que é contrário ao da outra parte, configura-se um conflito de interesses. Acreditamos que, para maximizar o valor da operação, é necessário escolher uma empresa independente, que não tenha conflito de interesses na assessoria que presta a seus clientes, e que não atue na gestão de fundos ou tenha interesse na liquidação de empréstimos e financiamentos para a empresa vendedora nem tampouco na oferta de operação financeira com a compradora. As assessorias em fusões e aquisições exercidas pelos bancos de investimentos são, por sua natureza, sujeitas a conflitos de interesses que podem comprometer uma das partes.
A escolha de uma empresa de assessoria é tarefa tão importante quanto saber quem são os profissionais que estarão ao seu lado. Procure saber se o líder do seu projeto possui um vínculo sólido com a empresa de assessoria ou banco de investimento (preferencialmente que possua participação societária) e se está preocupado com a sua reputação e resultado de longo prazo. É comum assessores, pressionados por resultados ou motivados por bônus anuais, influenciarem no “timing” das negociações, visando alcançar objetivos pessoais e receber um bônus ou comissão pela venda em detrimento da valorização do seu patrimônio.
null
Se você considera contratar um banco para lhe assessorar no processo de venda da sua empresa, saiba que a mesma instituição pode estar, simultaneamente, negociando diversas operações de financiamento com a parte contrária, o que gera naturalmente um conflito de interesses. Tenha em mente que, possivelmente, essa será a sua última grande transação, mas o comprador, devido ao seu porte, continuará sendo um cliente importante para o banco.
null
Qualquer operação de venda, fusão ou aquisição requer dedicação intensiva. É comum um projeto consumir vários meses de negociação exaustiva. Recomendamos que você não se disperse com o processo de negociação e mantenha o foco no dia-a-dia da empresa, para não comprometer a perspectiva de geração de caixa futura, com consequente impacto negativo sobre o valor do seu negócio. Deixe que seu assessor o represente nessas longas discussões que envolvem aspectos técnicos e negociais da transação.
null
Verifique se a empresa de assessoria em fusões e aquisições tem presença em outros países e se já concluiu transações com partes estrangeiras, com experiência e habilidade comprovadas na execução de serviços de classe internacional.